Partido Pirata vem à Campus Party para angariar assinaturas e oficializar sua criação

Desde o incio do evento, quem passeavapela parte interna da oitavaCampus Party, em uma rea prxima ao espao reservado ao Facebook, erasurpreendido por um homem eloquente, que ficava em frente a uma mesa coberta por um pano preto e umbanner. Como a placa indicava, olocal serviacomo “base” pararepresentantes do Partido Pirata, quemais uma vez ocuparam um pedao do evento – e, agora, em busca de assinaturas.

Mas no para filiao, como o porta-voz, Paulo Fanti, deixava claro. A ideia erafazer algo que a ento candidata a presidncia Marina Silva – com quem eles no tm nenhumarelao, vale dizer – tentou realizar com a Rede Sustentabilidade antes das eleies do ano passado. Ou seja, juntar 500 mil assinaturas eoficializar a criao de um partido “geracional”, que hoje “ainda um movimento”, segundo Renan Vilela, secretrio estadual do grupo em So Paulo.

O processo foi iniciado no ano passado, logo aps a Assembleia Nacional do Partido Pirata (ANAPIRATA). A reunio foi organizada em Curitiba pouco aps a stimaCampus Party, em que promoveram algumas apresentaes para falar do movimento e de suas causas, como lembrou o coordenador regional Filipe Ricardo. E, de l para c, apesar do esforo, o grupo ainda no contabilizou quantas assinaturas conseguiu coletar – embora confesse que a estimativa fica um tanto abaixo do nmero dado por Fanti.

A ideia dos membros do partido potencializar a coleta de nomes que apoiam seus ideais – que, alis, pouco ou nada tem a ver com pirataria. As propostas (ou “clusulas ptreas”) foram disponibilizadas no ano passado na web, e vo at alm da tecnologia, apesar de ainda terem seu foco na comunidade ao redor dela. Entre os pontos esto o apoio neutralidade da rede e privacidade e a total transparncia poltica, por exemplo.

pelo mesmo meio em que esto suas ideias que eles pretendem se organizar e aumentar o total de assinaturas. “Na nossa pgina no Facebook temos 60 mil seguidores”, teoriza Filipe Ricardo. “Se cada um conseguisse dez assinaturas, bateramos a meta.” algo um tanto irreal, como ele mesmo admite – mas ainda no deixa de mencionar como uma das possibilidades.

Os dois representantes do movimento que conversaram com INFO admitiram que a tarefa de conseguir 500 mil apoiadores oficiais rdua, ainda mais porque a lei exige assinaturas vindas de todas as regies do pas. Mesmo assim, o objetivo continua: juntar ao menos 1 000 assinaturas no evento eoficializar a criao do Partido Pirata at outubro deste ano. Tudopara que, quem sabe, consigam disputar as eleies para algum cargo no ano que vem.